Home / Edição 81 / L-Carnitina – Muito Além da Queima de Gordura!

L-Carnitina – Muito Além da Queima de Gordura!

A L-Carnitina é muito importante também para o bom funcionamento do coração, pois sua função antioxidante ajuda remover os resíduos da geração de energia evitando stress ao coração

 

É muito provável que todo praticante de atividade física já tenha ouvido falar da L-Carnitina, por participar do transporte de ácidos graxos para mitocôndria (local onde ocorre a geração de energia) propiciando a oxidação e geração de energia. A L-Carnitina é um aminoácido não essencial, embora associado como tal e é um composto semelhante a um aminoácido e uma vitamina. Sintetizada no fígado e rins a partir da Lisina e Metionina, junto com a Vitamina C e algumas vitaminas do complexo B, seu nome é originário da palavra “Carno”, do latim, e é proveniente principalmente de fontes de carnes vermelhas em geral, carne de cordeiro, porco, frango, peixes, aspargos, brócolis, abóbora, gergelim, ovos, derivados do leite, cogumelos, cenoura, nozes e outros.

 

Além de participar do transporte de ácidos graxos para mitocôndria, a L-Carnitina age também no aumento do fluxo sanguíneo através da vasodilatação oriunda da elevação do óxido nítrico, gerando maior oferta de nutrientes e oxigênio para o músculo e otimizando seu desempenho, e tem sido demonstrado em estudos sua ótima capacidade na regeneração pós-exercício. Além disso, exerce papel na retirada de produtos residuais da mitocôndria e dessa forma melhora sua eficácia e atua como antioxidante, fortalecendo o sistema imunológico e combatendo o envelhecimento precoce. Segundo alguns estudos, é noticiado também ações da insulina nas células musculares, mantendo os níveis de glicose estabilizados mesmo após a ingestão de uma refeição rica em carboidratos.

A L-Carnitina é importante para o bom funcionamento do coração, pois sua função antioxidante ajuda remover os resíduos da geração de energia evitando stress ao coração, no combate contra a osteoporose e pessoas idosas que sofrem de cansaço podem se beneficiar de sua suplementação. Porém, há outras formas de L-Carnitina, com aplicabilidades específicas muito interessantes, como a L-Acetyl Carnitina e L-Carnitina Tartarato.

Caso você queira uma que atue melhor no cérebro, a L-Acetyl Carnitina é uma boa opção por atravessar a barreira encefálica com maior facilidade. Essa é uma versão acetylada da L-Carnitina, um ester(radical acetila é um componente de muitos compostos orgânicos, incluindo o neurotransmissor acetilcolina, e acetil-CoA) que modula as concentrações celulares de Coenzima A e Acetilcolina, dois componentes que estão envolvidos em inúmeras funções celulares. A L-Acetyl Carnitina, por conceder uma molécula do grupo Acetyl, participa frequentemente da síntese da Acetilcolina, um essencial neurotransmissor envolvido na memória, humor e contração muscular.

Essa forma acetylada possui também efeito anti aging, remove toxinas da mitocôndria, dispõe de boa resposta ao stress, aumenta o foco e pode ser benéfica no combate de algumas doenças degenerativas do cérebro, justamente por ajudar a eliminar os radicais livres e, por ser um propulsor excitatório para os neurônios, contribui para produção de Serotonina e Dopamina.

 

Muito versátil e com boa biodisponibilidade no organismo, é facilmente absorvida pelos intestinos e a que melhor atravessa a barreira encefálica. Também apresenta uma aptidão para a melhora cognitiva, onde estudos sugerem a melhora do aprendizado, além do seu poderoso efeito antioxidante e desempenho no metabolismo do SNC (sistema nervoso central). Um estudo em pessoas idosas destacou que mesmo após a interrupção do uso, seus benefícios na memória, humor e resposta ao stress perduraram por 30 dias.
Se você optar pela L-Carnitina Tartarato, a sua suplementação surge como um importante aliado para recuperação muscular. Segundo pesquisadores, sua suplementação em 2 gramas por dia ao longo de três semanas proporcionaram receptores andrógenos em células musculares mais acessíveis para interação com hormônios anabólicos, e dessa forma, uma melhora na recuperação do tecido muscular pós-exercício.

Importante ressaltar que este mecanismo não aumenta os níveis de Testosterona em si, entretanto pode aumentar os efeitos da Testosterona de forma indireta através de seus receptores, por reduzir os marcadores de lesão celular e formação de radicais livres. A influência da Testosterona na síntese proteica é mediada pelos receptores androgênicos e quanto mais sensíveis esses receptores em suas células, mais Testosterona podem se ligar a eles e estimular o crescimento muscular, os ganhos de força e acelerar a sua recuperação.

Com estudos em atletas de Endurance e Musculação e muito utilizada por praticantes de diversas modalidades, o fato de sua suplementação aumentar o óxido nítrico proporciona mais energia e diminuição da amônia no corpo durante e após os exercícios, potencializando o

processo de reparo do tecido muscular. Esses estudos em atletas demonstraram que pelo fato de atingir o plasma mais rápido, após sua ingestão, a L-Carnitina Tartarato torna-se excelente em momentos fundamentais como no pré-treino e pós-treino. Hoje em dia, algumas empresas renomadas de suplementos nos EUA têm utilizado-se da LCT em seus pré-treinos, bem como em suplementos recovery.
Um dado interessante é que esse tipo de L-Carnitina tem sido utilizada em fórmulas de shampoos, com a finalidade de auxiliar o folículo na luta contra a queda capilar. Isso nos mostra as diversas utilidades da L-Carnitina e sua polivalência.
As fontes de L-Carnitina oriundas da alimentação são bem absorvidas pelo corpo, porém em poucas quantidades. Então, para sua maior eficácia, a suplementação de acordo com seu objetivo se torna um grande aliado em busca de seu propósito. Uma sugestão de uso e incorporação ao seu arsenal de suplementos nessas apresentações citadas, seriam entre 600mg a 2.500mg na versão L-Acetyl Carnitina, entre duas a três ingestões por dia entre as refeições, sendo ela melhor absorvida sem a presença de alimentos. No caso da L-Carnitina Tartarato, entre 1000mg e 4000mg, administrada com carboidratos, podendo ser de manhã na primeira refeição, refeição pré-treino ou pós-treino com seu shake de proteína e carboidrato; mas você pode ingeri-la com qualquer refeição que contenha carboidratos e proteínas ao longo do dia. Alguns estudos questionaram a eficácia justamente por terem sido feitos no tempo errado e sem a presença de carboidratos.

 

A prescrição de suplementos alimentares, quantidade e horários a serem ingeridos, devem ser feitos por um nutricionista e/ou médico.

Veja também!

BLEND DE PROTEINAS, Um Coringa para seu Dia a Dia

Com certeza a maioria dos praticantes de atividade física sabe dos benefícios do Whey Protein …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *