Home / Edição 77 / HIIT – TREINAMENTO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE – QUE SUPLEMENTOS TOMAR?

HIIT – TREINAMENTO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE – QUE SUPLEMENTOS TOMAR?

A busca por programas de exercícios que proporcionem benefícios estéticos e principalmente promoção de saúde em mais curto espaço de tempo tem levado ao surgimento de várias modalidades, principalmente nas academias.

Um modelo recente que tem atraído inúmeros adeptos é o chamado HIIT, que significa treinamento intervalado de alta intensidade. O princípio desta modalidade é utilizar exercícios vigorosos intervalados por pequenas pausas.
Durante os exercícios, o aluno, ao invés de manter a frequência cardíaca dentro da chamada faixa de treinamento aeróbico (70 a 85% da frequência cardíaca máxima), deve manter uma intensidade que faça com que sua frequência cardíaca se mantenha entre 85% e a frequência máxima.
Este modelo encurta a duração das sessões de exercícios, na medida em que utiliza mais a intensidade do que a duração do estímulo.

A alta intensidade dos treinos, além de conferir ganho de condicionamento físico em um período mais curto de treino, também faz com que o metabolismo após o treinamento permaneça acelerado por mais tempo, o que favorece o emagrecimento.
Para potencializar os resultados e o rendimento durante as sessões de HIIT, o uso de suplementos nutricionais torna-se imprescindível.
Como os treinos são muito intensos, é necessário adotar uma estratégia de suplementação que dê um “boost” na disposição, potencialize o ganho de massa muscular, diminua o catabolismo e acelere a recuperação dos músculos.
A cafeína estimula o sistema nervoso central, ajudando a dar mais disposição e foco para os treinos, além de retardar a fadiga. Outro efeito bastante desejado vem da sua propriedade termogênica que ajuda a queimar mais gorduras, auxiliando a conquistar aquele shape rasgado!
O uso combinado de whey protein e carboidratos, imediatamente após os treinos, acelera a recuperação dos músculos, o que potencializa a hipertrofia!

O BCAA pode ser consumido antes e após os treinos, para favorecer o anabolismo e evitar o catabolismo.
É inegável que este modelo para ser adotado requer obrigatoriamente uma avaliação prévia, tanto do ponto de vista cardiovascular quanto ortopédico. Aliás, a preocupação com problemas ortopédicos como tendinites, sobrecarga articular, lesões musculares, etc., devem ser prioridade na adoção desta metodologia.
O HIIT pode ser adotado desde que sejam respeitados estes critérios, e principalmente o programa seja ajustado individualmente em termos de intensidade, tipos de exercícios e sob supervisão de profissional competente!

Dr. Turibio Leite de Barros
Dra. Gerseli Angeli
Mestres e Doutores em Fisiologia do Exercício
Membros do Conselho Científico da MIDWAYLABSUSA

Veja também!

ESTEVÃO SILVA – O Strongbuilder mais Forte do Brasil

Na edição passada falamos sobre todo o universo e as vertentes que envolvem o treinamento …

2 comments

  1. Hello. Very interesting article but it’s hard to find combatsport.com.br in search results.
    You are out of google’s top ten, so you can’t expect big traffic.
    You need hi quality backlinks to rank in serps.
    And you can get them for free, just search in google: fasrixo’s tools

  2. Eu sempre fiz o treino hiit e cada dia estou gostando mas, eu tenho otimos resultados e tambem ja perdir alguns kilos. Realmente vale a pena a fazer um treino hiit que seja na academia ou em casa, vai fazer muito diferença na saúde e fazer queimar muitas calorias! Esse artigo esta maravilhoso com essas dicas boas, vai ajudar muita gente e me ajudou aqui tambem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *